CERTIFICADO DIGITAL PARA RESTAURANTES: QUAL É O MAIS INDICADO?

Descubra tudo sobre essa assinatura digital que valida juridicamente as transações financeiras, contábeis e tributárias do seu negócio.

CERTIFICADO DIGITAL PARA RESTAURANTES: QUAL É O MAIS INDICADO?

Você emite nota fiscal eletrônica no seu restaurante? Se sim, é bem provável que já ouviu falar sobre certificados digitais. E se sua hamburgueria, cafeteria, lanchonete ou bar ainda não tem certificado digital, esse conteúdo é para você!

O certificado digital garante a autenticidade das operações on-line e é responsável pela identificação de pessoas físicas e jurídicas por meio de uma assinatura eletrônica.

Ele foi estabelecido para levar mais agilidade e facilidade ao dia a dia de empresas em alguns processos que ainda eram burocráticos e realizados somente de forma presencial.

Com um certificado digital você emite qualquer tipo de documento oficial sem a necessidade de uma assinatura em papel ou sem o tão temido reconhecimento de firma em cartório. Ele ainda permite a assinatura de documentos e até mesmo o envio de obrigações ao governo de forma on-line.

É um documento obrigatório para boa parte das empresas que geram NF-e e NFS-e.

Quer saber tudo sobre certificado digital? Por que você precisa de um? Quais são as versões virtuais do CPF e CNPJ, e até documentos específicos para emitir nota fiscal para micro e pequenas empresas? Leia esse artigo até o final.

Como funciona o processo de emissão de um certificado digital?


O certificado digital é um documento que pode ser adquirido no formato de arquivo a ser instalado no computador, em um dispositivo de cartão ou token (tipo um pen drive) ou como um arquivo em nuvem.

As responsáveis pela comercialização dos certificados digitais são as Autoridades Certificadoras credenciadas pela Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil).

O ICP-Brasil é o órgão público responsável por monitorar e regulamentar as emissões dos Certificados Digitais no Brasil.

Existem diversas autorizadas pelo governo, e essas empresas funcionam como um Cartório Digital, disponibilizando os certificados e, também, validando as transações e as assinaturas. Podemos citar algumas como: Caixa Econômica Federal, Serasa Experian, CDL, Receita Federal e SERPRO.

Vamos entender como funciona todo o processo de emissão dessa assinatura eletrônica para o seu restaurante?

Confira esse passo a passo!

Solicite o documento

Primeiramente, para dar o passo inicial de emissão de um certificado digital para o seu restaurante, escolha uma Autoridade Certificadora.

Após a definição, acesse o site da AC escolhida e preencha o formulário de informações obrigatórias. Esse será o momento também de definir o tipo de certificado que você precisa: CPF-e, CNPJ-e, A1, A3 e por aí vai. Mas, calma, explicaremos cada um deles logo mais.

No site da Autoridade Certificado também é possível encontrar os valores, formas de pagamento, equipamentos que irá precisar para a instalação e os documentos necessários para a emissão do certificado digital do seu restaurante.

É importante destacar que cada AC pode oferecer diferentes preços, e cada modelo e tipo de certificado também possuem valores distintos. Pesquise antes de finalizar a compra para fazer o melhor negócio e adquirir o modelo mais adequado para seu restaurante.

Encaminhe todos os dados solicitados e entre em contato para marcar uma validação presencial.

Faça a validação presencial

Compareça no local e na hora marcados para validar o seu pedido, com os seguintes documentos em mãos: CPF ou RG.

Presencialmente será registrada a sua biometria da face e da impressão digital,  como forma de se evitar fraudes. E caso haja alguma suspeita, toda a operação será suspensa.

Dois funcionários da Autoridade Certificadora devem aprovar a sua validação.

Correndo tudo certo, seu documento será autorizado e é possível que no mesmo dia você já saia com o token ou smart card do seu certificado digital.

Nota: Algumas Autoridades Certificadoras conseguem fazer essa validação via vídeo chamada.

A emissão do certificado digital

Somente após a validação é que a emissão de fato acontece. Chegou o momento em que o seu negócio terá uma assinatura.

Após efetuar a compra, é hora de seguir as etapas de instalação do dispositivo para você começar a usar.

Instalação do certificado

A Autoridade Certificadora onde você realizou todo o processo anterior irá encaminhar um e-mail disponibilizando a instalação. Isso em caso de certificados digitais que exigem equipamentos para funcionar.

Se você optou por um tipo de certificado A1, ele poderá ser instalado no computador do seu restaurante logo após a validação presencial.

Qual tipo de negócio precisa de um certificado digital?

Algumas empresas precisam, obrigatoriamente, de um certificado digital.

Estabelecimentos inscritos nos regimes tributários de lucro presumido e lucro real, e MEI (Micro Empreendedor Individual) que emitem NF-e precisam do documento.

É o caso da sua sorveteria, pizzaria ou cafeteria? Então você precisa!

Conheça os principais tipos de certificado digital

Já sabemos que o Certificado Digital pode ser utilizado por empresas e também por pessoas físicas. Agora, entenda os principais modelos do documento:

  • e-CPF (CPF digital): O e-CPF é utilizado por pessoas físicas, mas o empresário pode usar como assinatura digital de documentos, sendo ele o representante legal do negócio. Não serve para emissão de NF-e. Geralmente, o e-CPF é utilizado para entregar declarações de renda, fazer contratos de câmbio e comprovar contratos bancários.
  • e-CNPJ: O e-CNPJ é ideal para empresas, corporações e instituições, porque é a versão online do CNPJ. Com ele, é possível fazer assinaturas digitais, transmitir dados de operações de uma pessoa jurídica e entregar declarações, garantindo e assegurando a autenticidade de todas as informações.
  • NF-e: Mesmo que com o e-CNPJ o empreendedor consiga fazer a emissão de notas fiscais, esse certificado é adequado para as pessoas que possuem funcionários, para que eles possam fazer a emissão de notas sem a preocupação de utilizarem o Certificado Digital para tarefas ilegais ou sem autorização.

Além desses 3 principais modelos para o seu restaurante, ainda existem 8 certificados divididos em duas séries, cada.

Série A (A1,A2,A3 e 4): certificados de assinatura digital para a confirmação de identidade na web, em e-mails, redes privadas virtuais (VPN) e em documentos eletrônicos com verificação.

Série S (S1, S2, S3 e S4): reúne os certificados de sigilo na codificação de documentos, bases de dados, mensagens e outras informações eletrônicas sigilosas.

Nos tipos de certificados A1 e S1 as chaves ficam armazenadas no computador do usuário. Já nos tipos A2, A3 e A4 e S2, S3 e S4, as chaves ficam armazenadas em um hardware criptografado ou cartão de memória.

Essas classificações são feitas de acordo com sua aplicação ou nível de criptografia de cada um deles.

Mas, como os mais utilizados por empresas e pessoas físicas para realizar transações são os modelos A1 e A3, trataremos melhor sobre esses dois.

Já deu perceber que o certificado digital apresenta diversas utilidades não é mesmo? Por isso, listamos as principais diferenças entre eles a seguir.

Diferenças entre os certificados digitais A1 e A3


Os certificados são diferentes tecnicamente, o modelo A1 só precisa de uma senha para funcionar, o modelo A3 necessita de um leitor e do cartão.

Certificado Digital A1

  • Armazenado e emitido no computador;
  • Permite cópia e uso em outros dispositivos;
  • Validade de 1 ano;
  • O uso da senha é opcional;
  • Não necessita de preparo de máquina para operar.

Certificado Digital A3

  • Armazenado em mídia criptográfica, sendo cartão ou token;
  • Não pode ser copiado;
  • O computador deve ser preparado antes do primeiro uso;
  • Validade entre 1 a 5 anos.

O Certificado A1 é o mais recomendado pela Yooga.

Uma das principais vantagens de se contar com um sistema de gestão é a garantia na segurança dos dados. O Fiscal Completo Yooga estabelece uma comunicação direta e 100% segura com a SEFAZ para a validação na emissão de notas ficais eletrônicas para o seu restaurante.

Yooga tem homologação junto ao órgão regulador e tem o controle de NF-es do seu estabelecimento para que não fique notas pendentes para o próximo mês.

Quer evitar dores de cabeça com as obrigações fiscais do seu restaurante? Tenha um sistema de gestão que oferece a solução Fiscal Completo. Tenha Yooga!

Para que serve o certificado digital?


E para não deixar mais dúvidas para você quanto aos benefícios de um certificado digital.

Facilitando todos estes processos, o certificado digital garante a validade jurídica dos documentos eletrônicos, desburocratiza muitos procedimentos - pelo fato de dispensar o reconhecimento de firma - e gera economia de tempo, já que todos os serviços passam a ser feitos pela internet.

Entre suas principais utilidades, podemos citar:

  • Assinatura e envio de documentos pela internet;
  • Cadastro de procurações;
  • Realização de transações bancárias com segurança;
  • Envios de declarações do seu restaurante;
  • Restituição de imposto de renda;
  • Assinatura de documentos;
  • Consulta de situação fiscal junto à Receita Federal;
  • Emissão de nota fiscal;
  • Validação de NF-e, de NFS-e, de conhecimento de transporte eletrônico (CT-e) e de manifesto eletrônico de documentos fiscais (MDF-e);
  • Acompanhar processos tributários pela internet;
  • Preenchimento e emissão de guias e obrigações tributárias junto à Receita Federal.
  • Login em ambientes virtuais com segurança.

Além dessas funções, as principais vantagens de utilizar a certificação digital é que as transações podem ser feitas 100% de maneira digital, o que traz uma maior facilidade e agilidade na resolução das obrigações diárias.

Também garante economia de tempo já que não será mais necessário ficar em filas de cartórios para assinar documentos, diminui as burocracias como, por exemplo, a dispensa de reconhecimento de firma em tratativas de contratos e também dos gastos com armazenamento de documentos e com mão de obra.

Esse recurso foi desenvolvido para oferecer os seguintes pontos a donos e gestores de restaurante:

  • Segurança;
  • Autenticidade;
  • Confidencialidade;
  • Integridade.

Além disso, ele proporciona outras vantagens ao seu estabelecimento:

  • Maior credibilidade e confiança;
  • Redução de gastos, já que os documentos não precisam mais ser validados em cartório;
  • Menor risco de fraudes;
  • Burocracia reduzida.